Coluna de: Alef Jordan.

Que o Brasileirão é competitivo do começo ao fim, ninguém tem dúvida, mas a edição de 2017 superou todas as demais  em sistema de pontos corridos (desde 2003). A única certeza que temos é a de que o Corinthians será heptacampeão, isto está explícito para todos verem.  Mas o que impressiona é que, a esta altura do campeonato, times que brigam pelo G7 ainda buscam se afastar de vez da zona de rebaixamento.
O sétimo colocado (Flamengo, com 43 pontos) se encontra 11 pontos à frente da Ponte Preta, primeiro time do Z4. Se os times do G7 brigam para afastar qualquer chance de rebaixamento, os times que beiram a zona de descenso brigam para beliscar uma vaguinha, como é o caso do São Paulo, que ocupa a 13° posição com 34 pontos (e está a nove do grupo dos sonhos), Fluminense que atualmente está em 12° com 35, e a Macaca querida, Ponte Preta, que ocupa a 17° posição com 32.

O campeonato mais disputado do mundo está mais uma vez provando o seu valor, dando emoção os torcedores do começo ao fim, sem pausa para descanso.

Somente o alvinegro de Itaquera respira aliviado na competição. O Corinthians fez 47 pontos somente no primeiro turno, com impressionantes 14 vitórias e 5 empates. Isso mesmo, o Timão terminou a primeira metade do certame sem perder para ninguém.

Confesso que isso tira um pouco do brilho da disputa, pois o campeão está praticamente decretado com dez rodadas de antecedência.  Mas, do mesmo jeito que temos que dar todo o mérito para os paulistas, temos que destacar a incompetência de seus rivais na briga, pois eles sempre acompanham o líder nos resultados. Exemplo: Corinthians ganhou, Grêmio, Santos, Flamengo, Palmeiras, e Cruzeiro ganharam. Corinthians perdeu, Grêmio, Santos, Flamengo, Palmeiras e Cruzeiro perderam. Corinthians ganhou, todo mundo perdeu. Ninguém ainda  foi capaz de parar o bando de loucos da zona leste.

Mas o que eu posso garantir é que será pura emoção até a última rodada porque tudo se encaminha para este campeonato entrar para a história, como o mais disputado de todos os tempos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here